Bilheteira Online

EMPRESTA-ME UM REVÓLVER ATÉ AMANHÃ - A PARTIR DE “O CANTO DO CISNE” E “TRÁGICO À FORÇA”, DE ANTON TCHEKHOV | TEATRO DO CALAFRIO

“Empresta-me um revólver até amanhã” parte de uma leitura peculiar de duas pequenas peças de Anton Tchekhov: “O Canto” do Cisne e “Trágico à força”. Nesta revisitação, o ponto Nikita, personagem secundária, ocupa o centro da trama. Ele vive no teatro, vive do teatro. O teatro é ele. Conhece muitas peças de cor e é o guardião da memória do teatro. É no seu teatro, nos bastidores, que se encontra com o ator Vassili Vassilitch (que se deixou dormir após a atuação da noite) e se confronta com as recordações e angústias de um velho ator de passado glorioso. Na segunda parte, o veraneante Ivan Ivanovich, sobrecarregado de tarefas, procura um amigo para desabafar sobre sua deplorável condição de vítima. Ivanovitch, que é uma voz e uma ténue imagem, é escravo de um trabalho extenuante porque todos lhe pedem que transporte os mais estranhos objetos. Ivan Ivanovitch fala da sua amarga condição. Nikita, o ponto, representa o papel de Muraskhin, num crescendo de tragédia. Talvez o ponto seja ainda mais trágico do que a personagem Ivanovitch. Talvez este seja uma personagem criada por Nikita, o ponto. Talvez o ponto seja um verdadeiro trágico. Talvez Nikita tenha sempre desejado ser um ator. Trágico.
Teatro / 6,00€ / 60M
Abr qui 16 21H30
Pequeno Auditório
Abr sex 17 21H30
Pequeno Auditório
Abr sáb 18 21H30
Pequeno Auditório

AUTO DOS FÍSICOS - A ESCOLA DA NOITE

Escrito e representado pela primeira vez entre 1512 e 1524, o “Auto dos Físicos” encerra o livro das farsas na “Copilaçam” de 1562 mas viria a ser excluído, pela censura da Inquisição, na edição de 1586. Acredita-se, pelo tom chocarreiro e pelo burlesco que a caracterizam, que foi representada em época de Carnaval. Um padre “morre” de um amor não correspondido e quatro médicos (os “físicos”) visitam-no à vez, sugerindo estapafúrdios remédios. Brásia Dias, a parente que primeiro o tenta ajudar, um moço transformado em (fraco) alcoviteiro e um padre confessor que compreende “bem demais” o sofrimento do seu colega completam o leque de personagens desta divertida farsa, rematada por uma “ensalada” vicentina, com referências e citações de outras peças do autor e a elementos do cancioneiro tradicional.
Teatro / 6,00€ / 50M
Mai qui 14 21H30
Pequeno Auditório

MARY POPPINS, A MULHER QUE SALVOU O MUNDO - TEATRO DO ELÉCTRICO

Espera-se pelo título que Mary Poppins venha salvar o mundo desta nova família. Mas da mesma forma que as taxas de juros podem variar, o mesmo acontece com os ventos e ela parte, deixando o caos. Mary Poppins apresenta- se a uma nova família, candidatando-se ao lugar de precetora. Deve sujeitar-se a uma entrevista de emprego, apresentando o seu vasto curriculum e falando do seu longuíssimo percurso. A família está ansiosa para a receber e lança-se em pedidos e desejos que a precetora deverá satisfazer. “Surpreendente, enigmático, divertido, ligeiro, profundo, analítico, rigoroso, disfarçado de ingénuo, escudando-se na lengalenga infantil, no imaginário pop, (…) adoro!”, diz Jorge Silva Melo a propósito deste espetáculo.
Teatro / 6,00€ / 55M
Jun sáb 13 21H30
Pequeno Auditório

Amigos TMG

Ser amigo TMG é um modo de viver intensamente a cultura beneficiando de vantagens muito interessantes.

Saiba como
Loja TMG
Seguidores
Teatro Municipal da Guarda Municipio da Guarda Patrocinador Serviço EducativoÁguas do Zêzere e Côa
Produzido por Dom Digital
ApoiosDom DigitalNatura IMB HotéisÁgua Serra da EstrelaClinica d água
Apoios à Divulgaçãoaltitude.fmTerras da BeiraLocalvisão TVClube Escape Livre